Artigos

A trajetória de Conor McGregor até se tornar um dos maiores lutadores do MMA

Saiba mais sobre a trajetória de um dos grandes nomes da história do UFC Ninguém discute o tamanho de Conor […]

Conor McGregor sem camisa, usando protetor bucal e proteção nas mãos, dentro de octógono para luta do UFC

Saiba mais sobre a trajetória de um dos grandes nomes da história do UFC

Ninguém discute o tamanho de Conor McGregor no mundo do MMA. Talvez o principal astro dentre os lutadores que estão na ativa no UFC, o irlandês tem uma carreira de grandes feitos. Uma trajetória de sucesso e conquistas que você irá conhecer um pouco mais.

Em 2016, por exemplo, ele se tornou o primeiro lutador da história do Ultimate a ter dois cinturões em categorias diferentes – pena e leve.

Como é de conhecimento público, a vida de McGregor é pautada também pelas polêmicas em que se envolve. Ou seja, vez por outra está na mídia. E divide opiniões. Não à toa, o próprio site oficial do UFC descreveu como: McGregor com “ame-o ou odeie-o”.

Mas será que você conhece a trajetória do astro irlandês de 33 anos? O Blog da Betnacional traz detalhes da trajetória de Conor McGregor neste artigo.

Quem é Conor McGregor?

No Ultimate desde 2013, Conor Anthony McGregor custou para dar início à carreira no MMA. Nascido em Dublin, na Irlanda, o lutador tinha vida humilde antes de ganhar milhões com o talento no octógono.

Quando criança, desenvolveu a paixão pelo esporte jogando futebol. Em entrevista a jornais locais, já declarou que acompanha bastante a Premier League, principalmente o Manchester United.

As lutas, por outro lado, apareceram em sua vida aos 12 anos, quando começou a lutar boxe.

Em 2006, ano em que completou 18 anos, trabalhou como encanador junto com o pai. Esse, que por muito tempo foi contra a ideia do filho lutar MMA. Nesta época, porém, o astro conheceu Tom Egan, então registrado no UFC, e começou a treinar artes marciais mistas.

No ano seguinte, 2007, Conor fez sua estreia na modalidade: venceu uma luta amadora contra Kieran Campbell e conseguiu uma promoção para o Irish Cage of Truth, campeonato de maior expressão em Dublin. Depois disso, se profissionalizou.

Conseguiu ficar invicto por um ano, entre 2011 e 2012. Acumulou 8 vitórias consecutivas e se tornou o 1º europeu a deter títulos em duas divisões simultaneamente do Cage Warriors. Assim, chamou a atenção de Dana White, que o contratou para o UFC em 2013.

Trajetória de Conor McGregor no UFC

Desde que começou a frequentar o octógono do Ultimate, a trajetória de Conor McGregor foi marcada por mais vitórias do que derrotas. Ao todo, são 22 triunfos contra apenas 4 duelos perdidos. Chama a atenção, aqui, o fato de que 19 desses confrontos foram conquistados com nocaute.

No dia 6 de abril de 2013, Conor McGregor estreou no UFC. No evento, o irlandês nocauteou o adversário Marcus Brimage antes dos 2 minutos do 1º round e, assim, iniciou sua vitoriosa trajetória na empresa.

O auge da carreira de McGregor foi quando se tornou o primeiro a conquistar, simultaneamente, dois cinturões de diferentes categorias. Para tanto, ele superou os adversários, José Aldo no UFC 194 e Eddie Alvarez no UFC 205.

Maiores rivais no octógono

O maior rival de Conor McGregor é Khabib Nurmagomedov. O russo foi o segundo lutador da história a derrotar o irlandês no UFC. Ambos já declararam que a rivalidade já extrapolou o lado pessoal.

Não à toa, os dois atletas foram pivôs de uma briga generalizada em 2018, quando se enfrentaram. Nurmagomedov e McGregor já haviam se estranhado antes do confronto. No octógono, o russo venceu a luta. Mas não parou por aí.

Após o embate, ele pulou o ringue e foi agredir o técnico de jiu-jitsu do irlandês, Dillon Dennis. A confusão generalizada do controle e os seguranças tiveram que intervir. O ocorrido rendeu uma suspensão de aproximadamente 6 meses ao irlandês.

Outro nome de rivalidade com McGregor é o de José Aldo. O brasileiro estava há 9 anos sem perder, quando foi derrotado pelo europeu na disputa do cinturão em 2015. Os atletas trocaram farpas na época da luta.

Redes sociais, mídia e mais: algumas polêmicas

McGregor coleciona polêmicas fora do octógono. Desde holofotes com postagens nas redes sociais até momentos embaraçosos em lutas.

Em 2016, por exemplo, atirou garrafas de água e latas de energético no time de Nate Diaz, seu adversário no UFC 202. O motivo? O rival não esperou o irlandês para a tradicional encarada.

No mesmo ano, o lutador postou uma foto em seu Instagram usando uma máscara ninja e apontando uma arma de fogo para fora da janela do carro em que se encontrava. Na ocasião, a polícia irlandesa decidiu não investigar a situação.

Já em 2019, um fã tentou tirar fotos de Conor na saída de uma boate em Miami Beach. O lutador reagiu mal à situação, quebrou o celular do torcedor e foi preso pela polícia local. Depois, acabou sendo liberado após pagar uma fiança de US$ 5 mil.

O exagero de McGregor nas provocações, no entanto, já saiu mais de uma vez do campo das polêmicas para entrar em casos mais sérios.

No boxe, durante a promoção para sua luta contra Floyd Mayweather Jr – um dos maiores boxeadores de todos os tempos – o irlandês utilizou frases racistas contra o adversário. Já contra Khabib Nurmagomedov, McGregor ironizou a religião do russo, que é muçulmano.

Quem é o melhor para McGregor?

Nem mesmo os adversários escapam das polêmicas de McGregor. Conhecido por promover lutas com falas ácidas, o irlandês não abre mão de ‘cutucar’ seus oponentes. Com Eddie Alvarez, por exemplo, McGregor chegou a roubar o cinturão do estadunidense.

Com uma personalidade desta, será que o irlandês considera que algum outro lutador na história do UFC seja capaz de superá-lo? Por incrível que pareça, sim.

Apesar do jeito irreverente e provocador, McGregor não se coloca em 1º lugar no ranking dos melhores lutadores de todos os tempos. Em postagem nas redes sociais, em 2021, o irlandês elencou os principais nomes da modalidade. O brasileiro Anderson Silva estava no topo.

“Anderson está no número 1. Tem mais nocautes plásticos no currículo. Chute frontal na cara, cotovelada de baixo para cima, joelhadas no rosto. É uma longa lista, de cair o queixo. Anderson e eu temos os desfechos de luta mais emocionantes e importantes do esporte”, escreveu.

Atualmente, o lutador está lesionado e sem lutar desde julho do ano passado. A fase, porém, não abala a ambição do irlandês. McGregor quer se tornar campeão dos meio-médios em retorno ao UFC.

Após conhecer a trajetória de Conor McGregor, nós queremos saber a sua opinião: ele se tornará o maior lutador de todos os tempos do MMA antes da aposentadoria? Ele seguirá escrevendo novas histórias? Faça suas apostas no UFC na BetNacional!

COMPARTILHE

Bombando em Artigos

1

Artigos

Cash Out: O Poder em Suas Mãos!

2

Artigos

Calendário Esportivo 2024: Aposte no Ano da Emoção!

3

Artigos

Conheça os nossos recursos

4

Artigos

Desvendando o universo das ODDS: o que significam nas apostas esportivas?

5

Artigos

Aposte com apenas R$1 na BetNacional